A importância da imagem no jornalismo 

Já ouviu o termo “uma imagem vale mais do que mil palavras?” Ela revela o caráter inquestionável da fotografia no fazer jornalístico, capaz de impactar instantaneamente uma pessoa, provocando emoções e gerando repercussões no mundo todo. Por isso, na era da informação e reprodução de conteúdo, o/a fotojornalista é extremamente necessário/a para contar a notícia, através de fotos e fazer refletir sobre os contextos e conflitos em diferentes décadas.

 

Nesta última matéria da série em homenagem ao Dia do Repórter Fotográfico (02/09), buscamos ressaltar essa profissão que tanto contribui para valorizar a informação. Com o objetivo de entender melhor a carreira sobre uma nova perspectiva, Pedro Guerreiro, repórter fotográfico da Secretaria de Comunicação do Estado do Pará (Secom/PA), conta que “o fotojornalista não trabalha para si. Ele é uma figura pública e, com isso, deve ser preciso em relação aos seus sentimentos, pois é através do seu olhar que a fotografia será interpretada. O que torna a profissão ainda mais gratificante, proporcionando a relação entre a informação e o cidadão”, explica. 

 

O papel do fotojornalismo na era digital

No início do fotojornalismo no ambiente digital, era visível que os jornais ainda estavam presos aos velhos processos de reprodução da informação jornalística, seguindo os mesmos moldes dos veículos impressos, com textos e imagens. Porém, o uso de fotografias foi sendo ampliado, ganhando novos sentidos e espaços, adequando-se à linguagem das plataformas com hiperlinks, galerias e interatividade. Apesar da ressignificação, o papel essencial do fotojornalismo permanece como um elo entre o fato narrado e o/a leitor/a, permitindo a ele/a visualizar e compreender o cenário que está sendo descrito. 

 

De acordo com Rodrigo Pinheiro, repórter fotográfico da Secom/PA, o profissional do fotojornalismo não se preocupa somente com a fotografia feita para o impresso, uma vez que a pauta é realizada pensando em todos os meios em que a imagem possa circular. "O fotojornalismo é essencial, pois é através da profissão que temos a liberdade de contar certas histórias, assim como conhecê-las. Quando fixamos em uma determinada imagem, nossa mente automaticamente reproduz qual mensagem ela irá trazer aos espectadores alcançados e como será divulgada”, afirma.

RODRIGO PINHEIRO

Realizações e expectativas

Existem aquelas pessoas que nascem ou desenvolvem uma paixão pela fotografia. Captar o momento através do melhor ângulo e transmitir a emoção do clique por meio da imagem são duas coisas que não têm preço para aqueles apaixonados por fotografar. Com 5 anos de carreira, Rodrigo Pinheiro relembra a sua trajetória: "Comecei a me interessar por fotografia em 2013, tirando algumas fotos pelo celular, apenas por hobby. Com o tempo, tive a oportunidade de focar em uma área em que eu me identifico muito, que é o fotojornalismo esportivo, tirando fotos de jogos de futebol americano em Belém e, logo depois, a grande oportunidade da minha carreira foi alcançada, entrando para a Secom e tendo a certeza de que o fotojornalismo é a área definitiva”, conclui.

RODRIGO PINHEIRO

No ambiente digital, com o potencial diverso que a fotografia assumiu e o grande volume de dados ofertados aos usuários, o fotojornalista possui desafios para se diferenciar e atrair o público. “Minha expectativa era justamente a junção das novas tecnologias com a profissão. Depois que a era da informação foi aceita na profissão, o fotojornalista, além de ter a responsabilidade de assegurar a diversidade, as chances de proporcionar um toque diferente tomou forma, proporcionando instigar a mente do leitor e causar uma certa inquietação, capaz de proporcionar cada vez mais interesse”, afirma Pedro Guerreiro.  

 

A evolução da técnica e dos recursos tornou-se uma aliada dos profissionais da fotografia que precisam cada vez mais se especializar para acompanhar a dinâmica da linguagem informativa. No entanto, a sensibilidade, o olhar crítico e o amor ao exercício da profissão, tornam realmente o repórter fotográfico um profissional indispensável capaz de capturar e transmitir emoções e detalhes únicos em cada clique.

PEDRO GUERREIRO

 

Matéria: Gilberto Moura

 

Veja Também